Visitante Rei

Tem mais ou menos um ano que recebi sua visita, lembro-me bem pois ele chegou todo pomposo e cheio de mimos rsrs depois disto porém ele tentou agendar algumas vezes, mas nunca batia os horários. Hoje era nosso dia, agendamos no início da semana por duas horas e ele chegou todo ansioso, pomposo e cheio de mimos (novamente!) !!!!

Vestida como no primeiro encontro, coloquei um shortinho bem curtinho e camisa casual, sandálias altas e rabo-de-cavalo. Me beijou ainda na porta, deixando suas sacolas no chão, passou as mãos por entre minha camisa e me falou que estou mais magrinha… de fato estou, faz parte da nova fase e mais durinha também rsrs a academia tem me esculpido…

Beijou meu pescoço, arrepiando os pelos do meu corpinho… sorriu me chamado de sensível e perguntado se eu estava com frio, safadinho malicioso… Apanhou os embrulhos e me entregou um a um, o primeiro uma lingerie linda da Jogê, rosinha bem delicada, o segundo meu último trabalho em mérito particular, elogiou-me bastante deixando-me envergonhada, quem me conhece sabe que fico desconcertada com elogios…. o terceiro um vinho maravilhoso Africano….

Após o banho, estávamos já na segunda taça e ele contando-me das suas últimas descobertas nesse meio das “coleguinhas”… é cada coisa que ouço que não sei se acredito, a meu respeito então nem se fala rsrsr mas tudo bem, é sinal que estou mais conhecida do que imagino…. Ele tem um fetiche particular, gosta de “montar” e só penetra uma amásia assim. Posicionada com as mãos esticadas na cama e para frente , pernas afastadas e bumbum erguido, ele baixou meu short e lambeu meu bumbum, mordiscou e lambeu novamente, passava a línguas entre as partes chegando a meu apertado cuzinho… elogiou novamente e me engoliu em seguida com sua língua. Ele não gosta de ser tocado então não pediu um preservativo, colocou, umedeceu um pouco mais minha bucetinha com sua boca molhada, colocou a cabecinha e começou a gemer, puxou meu rabo-de-cavalo para trás e começou a me domar… ele não parava de apertar e minha cinturinha, bombando e bombando.

Me puxava para si lambendo o suor que escorra por minhas costas, me estimulava com palavras chulas, me mandava responder a altura e eu pedia mais e mais, seu puxões ouriçavam minha pele e sentidos e eu mais promíscua ficava, me falava que eu era sua “Putinha favorita”, que minha bixinha tinha enfeitiçado seu “pau” e que meu gozo era o mel que lhe enfeitiçara, pobre de mim tão inocente …..

Em posição de montar ele suspirava e logo explodiu de prazer, foi diminuindo as bombadas e deixou seu corpo suado próximo ao meu. Me ordenou para sentar em seu rosto e me penetrou com sua língua e, “comendo” assim, me fez gozar e mais uma vez meu gozo escorria por seus lábios…..

Você é um Rei, e gosto muito disso em você “o fre”

Dani Pierre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *