Roger

Às 19:00 ele tocava o interfone., identificou-se: “é o Lobo, Dani.”. Logo abri.

Ele me falou ao agendar que eu já o conhecia, mas que não falaria seu nome para fazer suspense… logo eu tão curiosa tentei identificar de todas as formas, sem sucesso rsrs

Ao abrir a porta vejo ele com seu casaco de couro e capacete na mão, o apelidei de Lobo mau, faz certo tempo e ele não esqueceu. Me puxou dando-me um beijinho fogoso, falou rindo que meu beijo continuava igual e eu lisonjeada retribui os beijos por um longo tempo….

Whisky feito, levo para ele no quarto, que está a meia luz. Ele me pediu para colocar no Spotify um álbum novo (conhecido o moço), o fiz e ele passou algum tempo me falando deste tempo que não nos víamos.

Falou que também viu algumas coisa que fiz ao longo do ano e que imagina que eu iria logo a sua cidade maravilhosa.

Fiquei de pé na cama e comecei a dançar para ele. Subi meu vestidinho e retirei lentamente. Só de calcinha pedi que ele a retirasse e ele colocou suas mãos em meu quadril, beijou minhas coxas e lentamente foi abaixando minha peça de renda… comigo ali ainda em pé, pude sentir sua língua quente em meu clitóris… dei uma empurradinha para ele deitar-se e fui descendo até que ele me deixasse cuidar dele…

Beijei seu pescoço e desci em seu peitoral chegando a seu membro. Beijei tudo e em cada pedacinho, molhei e babei cada milímetro do seu membro, ele não aguentou aquecendo meus lábios com seu gozo…. falou-me que continuo malvada, logo eu uma mocinha nada gulosa rsrs

Dani Pierre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *